TOFI e o IMC, sabe o que são?

O que é o IMC?

O índice de massa corporal (IMC) é um indicador de permite perceber se uma pessoa se encontra com o peso ideal. O cálculo é feito relacionando o peso com a altura. Com este valor e de acordo com a idade e o género, encontra-se a posição na escala.

A BBC disponibiliza uma calculadora interessante para o IMC. Para além de permitir perceber se nos encontramos no peso ideal, indica em que país do globo é que as pessoas são mais parecidas connosco!

BMI
Eu sou mais parecido com uma pessoa do Quirguistão... Nunca lá fui!

Apesar do IMC ser uma forma simples e rápida de se perceber se se correm riscos para a saúde devido ao excesso de peso ou mesmo à obesidade, a verdade é que se trata de um indicador pouco fiável e ao qual se devem juntar outros dados muito mais significativos.

Desde logo, uma pessoa atlética, com muita massa muscular, poderá ter um IMC indicador de obesidade e não o ser. Da mesma forma uma pessoa com um IMC normal poderá correr sérios riscos de saúde e sofrer de síndrome metabólica.

TOFI - Thin Outside, Fat Inside

As pessoas não são todas iguais. A forma como acumulam gordura corporal também é distinta de acordo com a genética de cada um.

Muitas pessoas acumulam essencialmente gordura subcutânea. Essa gordura, por si só, não representa riscos para a saúde. A gordura realmente perigosa não está à vista e é aquela que se acumula internamente, junto aos órgãos. Há pessoas de aparência magra e de IMC normal que têm muita desta gordura e que correm sérios riscos de desenvolver doenças relacionadas com a síndrome metabólica, nomeadamente, diabetes tipo II, hipertensão, doença cardíaca e cancro, entre outras. Estes são os denominados magros por fora e gordos por dentro (em inglês a sigla é TOFI).

Como saber se se é TOFI e se está em risco

Uma forma simples de se medir, de forma aproximada, o índice de gordura visceral e de se perceber se este valor é normal é usando uma balança de bio impedância. Estas balanças medem o valor do peso, da densidade óssea, da hidratação, da massa muscular e do peso da gordura, indicando parcelarmente o peso da gordura subcutânea e da gordura visceral. Estas balanças já se encontram disponíveis para o público em muitas farmácias por todo o país e mesmo em alguns ginásios.

Balança de bio impedância
Balança de bio-impedância

A forma mais fiável de medir a gordura visceral, no entanto, é através de um exame médico, menos comum e de acesso mais limitado.  Estes podem ser a ultra-sonografia, a TAC ou mesmo a ressonância magnética. De notar que não há necessidade de se fazer este tipo de exame. A medição através de uma balança de bio impedância é  suficiente.

Variações da gordura visceralpara um mesmo peímetro abdominal
Variações da gordura visceral para um mesmo peímetro abdominal

Então a gordura subcutânea é segura?

Não há uma resposta simples para esta questão. Se isoladamente se pode dizer que é segura, se pensarmos que esta gordura acrescenta peso ao esqueleto e às articulações e que pode trazer limitações de mobilidade, então teremos que concluir que não é desejável ter-se esta gordura.

Como evitar a gordura visceral?

A melhor forma de evitar este tipo de gordura é através de uma alimentação saudável que contribua para a eliminação de gordura para além de evitar a sua acumulação. Essa alimentação deve ser baixa em hidratos de carbono e rica em gordura.

Manteiga, côco, azeite, peixe, carne, água, legumes
Alimentos saudáveis

Evite os doces, os cereais, os refrigerantes, as massas, o arroz e a batata. Coma abacate, azeite, azeitonas, manteiga, frutos secos, carne, peixe e vegetais.

Vai ver como recupera a sua saúde num piscar de olhos!

Share

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *