Os malefícios do açúcar

No início de Abril, a Sic Notícias transmitiu uma reportagem  intitulada "Somos o que comemos" mas que bem se poderia chamar "Os malefício do açúcar".sugar

Trata-se de uma reportagem que enfatiza os maus hábitos alimentares dos portugueses, em geral, e das crianças portuguesas, em particular, no que diz respeito ao consumo excessivo de açúcar e seus malefícios associados.

Claro que eu não podia deixar de colocar aqui essa reportagem!

Considero muito importante a referência feita à lacuna existente nos cursos de medicina leccionados em Portugal quanto à inexistência de formação na área da Nutrição. Este é um dos factos que tornam a maior parte dos médicos incompetentes quanto às recomendações alimentares que fazem aos seus pacientes e explica, em parte, o motivo pelo qual estes tratam doenças metabólicas recorrendo a medicamentos e não à adopção de práticas alimentares saudáveis.

 

Há alguns aspectos menos positivos na reportagem, nomeadamente na insistência no consumo de fruta, que quase sempre é muito rica em açúcar. É certo que como se trata de um produto muito rico do ponto de vista nutricional, o seu açúcar é menos prejudicial que o açúcar refinado. Mas se o seu consumo for excessivo, também prejudica a saúde. Ainda assim considero que para a maior parte das pessoas, sobretudo aquelas que não consomem outros vegetais em quantidades suficientes, os benefícios do consumo de fruta são muito superiores aos seus malefícios.

No cômputo geral considero que foi feito verdadeiro serviço público e que toda a gente devia assistir com atenção e, porventura, alterar alguns dos seus hábitos alimentares.

Para terminar deixo-vos um breve vídeo que resume bem alguns dos malefícios do consumo de açúcar.

Share

One thought on “Os malefícios do açúcar”

  1. Sergio, realmente. A questao de substituir o acucar mascavo e o mel no lugar do acucar, e por serem opcoes mais saudaveis. Porem se estiver em uma dieta restrita e precisa cortar a frutose tambem para dar uma secada, melhor seria evitar todos eles. Isso sempre depende do objetivo da pessoa. Obrigada!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *