A culpa não é da gordura

Um novo estudo cientifico mostra não existir relação entre o consumo de gordura e a doença coronária cardíaca.

Este estudo, publicado no BMJ (antes denominado British Medical Journal) compila e analisa dados de 6 outros estudos que englobaram um total de 2467 participantes. Da análise dos dados, os investigadores concluem que não existem diferenças entre os grupos dos que fazem dietas baixas em gordura e os grupos de controlo nem no que toca a mortalidade, em geral, nem no que toca a mortalidade por doença coronária cardíaca e nem no que diz respeito ao perfil lipídico do sangue, nomeadamente no que se refere à concentração de colesterol no sangue.

Os investigadores concluem, de forma taxativa, que as indicações dietéticas que recomendam a redução do consumo de gordura são erradas e baseadas em dados mal interpretados ou inexistentes. Acrescentam ainda que é cada vez mais evidente que é o consumo de açúcares e dos restantes hidratos de carbono, em geral, que estão na génese da epidemia de obesidade e das doenças a ela associadas. Sublinham que comprar produtos de baixo teor em gordura é errado dado que, por norma, a gordura retirada é substituída por açúcares. Recomendam, também, que os alimentos consumidos não sejam os processados, distribuídos em embalagens, mas sim os que são cozinhados de base com produtos frescos.Cheese

Este estudo fez eco na generalidade da imprensa mundial mas não em Portugal, curiosamente. Infelizmente os media portugueses ainda não dão a devida importância a este assunto e, por isso, as pessoas continuam mal informadas o que as leva a optarem por alimentos que prejudicam a sua saúde e são mais caros, em alguns casos.

Numa altura em que as atenções estão todas viradas para o plano económico, talvez falte quantificar os custos para os cofres do estado e para a generalidade dos Portugueses de uma má dieta e das doenças a ela associadas.

Share

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *