A culpa não é da gordura

Um novo estudo cientifico mostra não existir relação entre o consumo de gordura e a doença coronária cardíaca.

Este estudo, publicado no BMJ (antes denominado British Medical Journal) compila e analisa dados de 6 outros estudos que englobaram um total de 2467 participantes. Da análise dos dados, os investigadores concluem que não existem diferenças entre os grupos dos que fazem dietas baixas em gordura e os grupos de controlo nem no que toca a mortalidade, em geral, nem no que toca a mortalidade por doença coronária cardíaca e nem no que diz respeito ao perfil lipídico do sangue, nomeadamente no que se refere à concentração de colesterol no sangue. Continuar a lerA culpa não é da gordura

Share

A diabetes tipo 2 não se trata assim

Hoje deparei-me com uma citação de um conhecido inventor que me fez lembrar de uma série de notícias que tinha lido aqui há uns tempos acerca da última conferência da EASD (European Association for the Study of Diabetes), que teve lugar entre 15 e 19 de Setembro de 2014.easd

"The doctor of the future will give no medicine, but will interest his patients in the care of human frame, in diet, and in the cause and prevention of disease."
- Thomas Alva Edison

Traduzido livremente, significa que o médico do futuro não praticará medicina mas aconselhará os seus doentes a cuidarem do seu corpo, a alimentarem-se bem e a prevenirem a doença. Mas parece que 84 anos após o seu desaparecimento, ainda são raros os médicos que praticam, pelo menos um pouco, este tipo de medicina. Continuar a lerA diabetes tipo 2 não se trata assim

Share

A frutose é a principal causa da diabetes tipo 2

De acordo com noticias recentes, novos dados científicos reforçam a hipótese de a frutose ser o principal responsável pelo desenvolvimento de resistência à insulina e levar ao aparecimento de diabetes tipo 2.type-2-diabetes

A frutose é um açúcar que se encontra em diversos alimentos. A sua presença pode ser natural, tal como em frutas e vegetais, o que segundo a mesma fonte representa um risco reduzido, ou artificial, ou seja, introduzida nos alimentos no processo de fabricação. É neste último caso que os riscos são maiores. Continuar a lerA frutose é a principal causa da diabetes tipo 2

Share